Neste post nós vamos direto ao ponto:

Você viu uma vaga de trabalho remota para uma empresa do exterior, seu perfil se enquadra direitinho, mas está rolando uma dúvida se é ou não uma boa.

É isso que te aflige?

Então calma que nós da Joobfy falaremos sobre isso – aliás, não só falaremos como colocaremos na mesa prós e contras que você precisa considerar.

 

Partiu? Então vamos lá:

 

Ganho em dólar

Baita vantagem ganhar em dólar, heim. É o caso? Estudos mostram que um cargo de R$ 8.000,00 aqui no Brasil paga R$ 20.000,00 em alguns países lá fora. E nem tem a ver só com valorização ou não do profissional, mas principalmente por conta da força da moeda.

 

Horários loucos

A empresa é de onde? Esse ponto requer atenção, pois muitas vezes, por conta do fuso, você terá que ficar on-line em horários bem loucos – tipo 4h da manhã!

 

Bye bye feriado

Neste tópico vamos dar um exemplo prático: conhecemos pessoas que trabalham para empresas americanas e, fora Ação de Graças e 4 de julho, é trabalho normal o ano inteirinho. Ou seja, diga tchau ao Carnaval e aos vários feriados brasileiros.

 

Home-office

Se você vai trabalhar remoto significa que vai trabalhar de casa, o que pra muita gente é uma baita vantagem. Aliás, por que trabalhar de casa se você pode rodar o Brasil e o mundo? Ser remoto é, definitivamente, algo que pode ser bem positivo.

 

É CLT?

Você, provavelmente, não vai seguir as mesmas regras da nossa CLT. Ou seja, salário mínimo, horas extras, férias, feriados, afastamento por doença… A tendência é isso ser diferente.

 

Pronto, agora é hora de colocar essas questões na ponta do lápis antes da decisão.