Por muito tempo, nós brasileiros migramos para os Estados Unidos para a ocupação de cargos sem qualquer tipo de especialização. No entanto, esse cenário está mudando, e uma pesquisa da AG Immigration comprova isso.

 Em 2021, o ramo da economia que mais contratou brasileiros nos EUA foi o de restaurantes, cafeterias e lanchonetes, mas TI já aparece no retrovisor, e bem pertinho.

 “Você ainda tem um volume grande de pessoas que vem para cá ocupar posições que não exigem qualificação acadêmica e, por isso, têm menores salários. É algo natural, pois em qualquer economia estas são as vagas que acabam sendo as mais comuns. Contudo, o que temos visto nas últimas décadas é um número crescente de brasileiros ocupando posições que exigem alta especialização”, disse Rodrigo Costa, CEO da AG Immigration.

E qual é o salário?

 

 É óbvio que os salários dos brasileiros nos Estados Unidos variam bastante, mas a média é de US$ 84 mil por ano, que equivale a cerca de R$ 33.000 por mês.

 Na pesquisa, o cargo de preparador de comida na JJS Of Atlanta foi o que apresentou menor remuneração, o equivalente a R$ 7.000,00 por mês. Já a maior remuneração de um brasileiro em 2021 foi pra um desenvolvedor de software contratado pela Netflix ao custo de R$ 150.000,00 mensal.

 “Com o avanço do ensino superior no Brasil e o acesso à informação, mais e mais brasileiros graduados e pós-graduados têm buscado carreiras nos EUA“, completou Rodrigo Costa.